26bet

França não vê solução fácil para doença da beterraba sacarina sem neonicotinóides

Publicado em 04/06/2021 16:30

Nenhuma das alternativas aos neonicotinóides para proteger as plantações de beterraba funciona bem o suficiente por conta própria, disse a agência de saúde francesa ANSES nesta quarta-feira (02), enquanto o país busca maneiras de dispensar o produto químico considerado prejudicial às abelhas.

A França suspendeu a proibição do uso de neonicotinóides nas plantações de beterraba sacarina até 2023, o mais tardar, para ajudar os agricultores e fabricantes de açúcar que viram uma queda na produção após a disseminação do vírus amarelo por pulgões em campos devastados por todo o país.

A França é o maior produtor de beterraba açucareira da União Europeia e abriga alguns dos maiores produtores de açúcar do bloco, incluindo a Tereos e a Cristal Union.

A ANSES disse que identificou quatro soluções de curto prazo para substituir os neonicotinóides. Trata-se de dois produtos convencionais de proteção de plantas com propriedades inseticidas, juntamente com duas técnicas de cultivo - cobertura morta e fertilização orgânica - em áreas cultivadas para reduzir as populações de pulgões.

Entre as soluções de longo prazo, citou produtos fitofarmacêuticos sintéticos de origem natural; microorganismos; insetos predadores ou parasitóides que colocam seus ovos dentro de pulgões; óleos vegetais e minerais que fornecem proteção física para beterraba; e métodos de cultivo que combinam o cultivo de beterraba com outras plantas.

"A maioria das soluções alternativas consideradas substituíveis por neonicotinóides mostram eficácia, mas insuficiente, quando usadas sozinhas, para reduzir os níveis de danos a um limite econômico aceitável", disse a ANSES em parecer publicado na quarta-feira.

O uso de neonicotinóides foi proibido na maioria das plantações na União Europeia como parte dos esforços para conter o declínio no número de abelhas.

Já segue nosso Canal oficial no WhatsApp? Clique Aqui para receber em primeira mão as principais notícias do agronegócio
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário

    26bet Mapa do site